TSE assina acordo com plataformas digitais

Na última terça-feira (15), o Tribunal Superior Eleitoral assinou um acordo com as principais plataformas digitais. O intuito é combater a desinformação durante o período eleitoral.

Representantes do Facebook, Instagran, WhatsApp, Google, YouTube, Twitter, TikTok, Kwai, participaram da cerimônia. Apenas o Telegram ficou de fora, devido a possível proibição da plataforma no país. No caso do Linkedin, ainda está ocorrendo as negociações. 

Nesse período de Eleições, é preciso ficar atento a algumas regras. Por isso que hoje, no blog da Vaquinha Eleitoral, trouxemos algumas informações úteis. Para entender melhor, acompanhe nossa postagem!

Do que se trata o acordo com as plataformas digitais ?

O acordo consiste na disseminação de desinformação, ou seja, combater as Fakenews. As plataformas acordaram com a renovação da parceria feita para as eleições municipais de 2020.

Algumas das medidas acordadas foram a criação de canais de denúncias nas plataformas. No caso do WhatsApp, há a necessidade de banimento de usuários que praticam o disparo em massa de mensagens. Isso é classificado como ilícito eleitoral.

As plataformas se pactuaram com a priorização de informações verídicas e oficiais. Cada empresa irá desenvolver procedimentos, ações e projetos junto a Corte Eleitoral para a diminuição da desinformação.

Para estas ou mais informações, não deixe de acompanhar o nosso blog. Ou, ainda, acesse o site da Vaquinha Eleitoral e fique por dentro das campanhas dos candidatos em 2022!